Categoria: Beleza

Colágeno: saiba como repor essa importante proteína

Colágeno: saiba como repor essa importante proteína

Considerada uma das proteínas mais importantes do corpo humano por ser essencial para a estrutura, integridade e saúde dos ossos, articulações, pele, cabelos e sustentação dos órgãos, o colágeno representa cerca de 25% de toda a proteína corporal. Mas, a partir dos 30 anos, o organismo passa a perder cerca de 1 a 2% do colágeno por ano.

Estudos indicam que a falta de colágeno pode acelerar significativamente o processo natural de envelhecimento da pele e outros órgãos, já que junto com a diminuição dessa proteína acontece a perda da hidratação e elasticidade da pele, ocasionando o aumento e aparecimento de rugas e estrias.

Leia também: Skin renov Anvisa

Além disso os músculos ficam flácidos, a densidade dos ossos pode diminuir, e as articulações e cartilagens perdem a força e ficam mais frágeis.

A nutricionista Andreza dos Santos Dias, da Nutri Factory, explica que o colágeno, como toda proteína, tem sua estrutura formada por aminoácidos, nesse caso pelos aminoácidos lisina, prolina e glicina. “

São necessários outros nutrientes, como a vitamina C, que, além de participar da formação, previne a degradação do colágeno natural e tem ação antioxidante. O cobre, zinco, manganês e silício, também atuam como cofatores na formação do colágeno”, diz.

Leia também: Nutren Beauty anvisa

Portanto, de acordo com ela, para recompor o colágeno no organismo é preciso incluir alimentos ricos nesses nutrientes através de uma dieta equilibrada e variada.

“Aposte em alimentos como carnes, peixes, óleo de peixe, gelatina, leite desnatado, frutas cítricas, oleaginosas (castanhas, amendoins)”, sugere.

Há também disponível no mercado os suplementos de colágeno, que fornecem esse nutriente de forma mais bio disponível, principalmente aqueles na forma hidrolisado com peptídeos bioativos, que o organismo absorve mais facilmente.

No entanto, segundo a especialista, não existe milagre e de nada vai adiantar um consumo regular da suplementação isolada. “É preciso sempre conciliar com uma boa alimentação e hidratação, e mudanças de hábitos de vida como evitar o estresse, tabagismo e consumo exagerado de álcool, além da pratica das atividades físicas”, afirma.

5 propriedades da babosa que todos devem conhecer

5 propriedades da babosa que todos devem conhecer

Desde os tempos antigos, a babosa (ou aloe vera) é conhecida por suas propriedades benéficas. Ela contém uma enorme quantidade de vitaminas, minerais, aminoácidos, enzimas… de um total de cerca de 200 nutrientes.

Neste artigo, o Incrível.club traz uma lista das propriedades milagrosas desta planta, que irá ajudá-lo a manter sua saúde e beleza.

Aumenta a imunidade

O suco de babosa fortalece o sistema imunológico do organismo e contém vitamina C, que aumenta a imunidade.

Leia também: benefícios da Babosa

Para esta finalidade, você pode preparar uma bebida com esses ingredientes:

Uma folha de babosa.
Um copo de água.
1 colher de sopa. de mel.
Lave uma folha sem os espinhos (remova-os, se necessário), bata no liquidificador ou amasse com um garfo, adicione a babosa num copo de água. Você pode adicionar mel para que o gosto fique melhor e a bebida está pronta.

Fortalece o cabelo

A babosa ajuda a manter o cabelo saudável: fortalece os fios, estimula o crescimento e dá brilho.

Para fazer uma máscara de babosa são necessários os seguintes ingredientes:

1 folha de babosa.
Uma colher de chá de óleo de amêndoas.
Abra a folha e a corte finamente. Misture a babosa com o óleo de amêndoas e aplique a mistura no cabelo. Coloque uma touca e deixe agir por cerca de 20 minutos. Lave com água morna.

Cuidado da pele

A babosa hidrata, aumenta a elasticidade da pele e também ajuda a retardar o processo de envelhecimento. Além disso, a planta contém elementos que impedem o aparecimento de manchas de pigmento.

Para melhorar a condição de sua pele, você pode preparar esta loção:

100 g de suco de babosa.
3 colheres de sopa de água.
5 colheres de sopa. de álcool.
Esfregue esta loção diariamente na pele do rosto, deixe agir por 10 minutos, lave e aplique seu hidratante.

Microflora saudável

O suco de babosa ajuda a aliviar a síndrome do intestino irritável, acalma a membrana mucosa do estômago e dos intestinos. Um estudo descobriu que beber 30 ml de suco de babosa duas vezes por dia reduz os sintomas desta doença. A planta também tem propriedades antibacterianas e ajuda a reduzir a reprodução da Helicobacter pylori, bactéria causadora de úlcera gástrica.

Curar queimaduras do sol

Para curar feridas ou queimaduras mais rapidamente, você pode comprar na farmácia uma solução que contenha babosa. Ou também pegar uma folha desta planta, separar toda a pasta dela e aplicar na pele afetada de 2 a 3 vezes ao dia.

Entenda como é feito o tratamento de varizes

Entenda como é feito o tratamento de varizes

O tratamento de varizes pode ser feito com diversas técnicas com laser, espuma, glicose ou nos casos mais graves, cirurgia, que são recomendadas de acordo com as características da varize. Além disso, o tratamento inclui alguns cuidados, como evitar ficar muito tempo sentado ou de pé porque isto melhora a circulação sanguínea no corpo, diminuindo as varizes e os seus sintomas.

No caso dos vasinhos capilares avermelhados, o tratamento envolve a realização de uma escleroterapia, uma técnica feita em consultório onde o médico recorre à utilização de agulhas e de produtos químicos para interromper o fluxo de sangue nos vasos.

As principais formas de tratamento de varizes são:

1. Tratamento com laser
O tratamento a laser para eliminação de varizes, também chamado de escleroterapia a laser, é muito eficaz para tratar vasos pequenos médios que aparecem no nariz, bochechas, tronco e pernas. O tratamento com laser não causa muita dor em comparação aos outros tratamentos, não é um procedimento invasivo e garante bons resultados, no entanto, pode necessitar a realização de um tratamento complementar para aumentar a eficácia do tratamento. Após o laser é importante evitar a exposição ao sol e utilizar filtro solar para evitar que a região tratada fique manchada. Entenda como é feita a escleroterapia a laser.

Leia também: comprar Varicell

2. Tratamento com espuma
O tratamento de varizes com espuma, conhecido como escleroterapia com espuma, é eficaz nas varizes de pequeno calibre, sendo mais indicado para os vasinhos e para as micro varizes. A espuma é uma mistura de gás carbônico com um líquido, que juntos são aplicados diretamente nas varizes, fechando a veia. O tratamento com espuma é praticamente definitivo e após o procedimento é recomendado utilizar meias elásticas de compressão para melhorar a circulação e diminuir as chances das varizes reaparecerem. Veja como é feita a escleroterapia com espuma.

3. Tratamento natural
Um bom tratamento natural para varizes é tomar um comprimido de castanha da índia, porque esta planta medicinal melhora a circulação sanguínea, sendo uma boa opção para complementar o tratamento indicado pelo médico. Pode-se comprar a castanha da índia em farmácias, farmácias de manipulação e em lojas de produtos naturais, mas ela só deve ser tomada quando indicada pelo médico.

Outra opção natural para tratamento das varizes é a utilização de fitoterápicos, como a Novarrutina e o Antistax, pois possuem substâncias capazes de aliviar a dor e o inchaço das pernas com varizes. Além disso há opções de remédios caseiros para tratar varizes, como o suco de uva e a compressa de couve, por exemplo. Veja 8 remédios caseiros para varizes.

4. Cirurgia
A cirurgia para varizes é indicada para os casos mais graves, onde as varizes são muito grossas, com mais de 1 dedo de calibre, gerando sintomas como inchaço nas pernas, dor e coceira, o que pode trazer complicações. A recuperação da cirurgia de varizes depende da quantidade e do tamanho das veias que são retiradas. Veja como é feita a cirurgia para varizes.

Como garantir os resultados do tratamento
No entanto, é importante seguir algumas recomendações importantes para que o tratamento seja eficaz, como:

Usar meias elásticas de compressão diariamente, pois comprimem os vasos sanguíneos, devendo ser colocadas nas pernas logo ao acordar e retiradas para tomar banho e dormir. As meias elásticas de compressão podem ser encontradas nas farmácias ou em lojas de produtos hospitalares, no entanto, devem ser utilizadas sob orientação médica. Saiba para que serve e quando usar as meias de compressão;
Colocar um calço no pé da cama, para melhorar a circulação do sangue na perna;
Remédios para varizes, pois diminuem a retenção de líquidos e melhoram o retorno venoso diminuindo as chances de desenvolver novas varizes. Esses remédios devem ser prescritos e orientados pelo médico.
Além disso, é recomendada a prática de algum tipo de atividade física, pois assim o sangue é bombeado com mais força e a capacidade cardíaca também melhora, diminuindo a incidência das varizes.

Como prevenir as varizes
Para prevenir as varizes é recomendado fazer exercícios físicos regulares e acompanhado por um profissional, evitar estar acima do peso, sentar e deitar com as pernas para cima e avaliar a possibilidade de não tomar a pílula anticoncepcional, por exemplo.

Além disso, é recomendado evitar ficar muito tempo sentado ou em pé, parado, por muito tempo e evitar usar saltos altos todos os dias. Assim, é possível evitar o aparecimento de varizes ou a volta das varizes antigas.

 

Conheça os principais tratamentos que suavizam rugas e marcas de expressão no rosto

Conheça os principais tratamentos que suavizam rugas e marcas de expressão no rosto

Existem dois tipos de rugas, as dinâmicas e as estáticas. (Foto: Reprodução)
Muita gente não gosta do que vê no espelho: uma ruga aqui, uma marca de expressão ali. Mas atualmente existem tratamentos para suavizar essas marcas.

Segundo a médica gaúcha Gianna Zaffari Frey, especialista em medicina estética, existem dois tipos de rugas, as dinâmicas e as estáticas. As rugas dinâmicas são aquelas causadas pela ação dos músculos faciais, visíveis somente com o rosto em movimento – quando rimos, choramos ou fazemos alguma expressão.

Como consequência dessas frequentes contrações, com o passar do tempo, surgem as linhas de expressão na testa, ao redor dos olhos (pés de galinha), vincos entre as sobrancelhas. Essas são as rugas dinâmicas, também conhecidas como rugas de expressão.

As estáticas são aquelas rugas geralmente mais profundas e permanentes, pois são visíveis com o rosto mesmo em repouso. Elas definitivamente já marcaram a pele. São decorrentes do envelhecimento intrínseco em combinação com a ação de agentes externos (exposição ao sol, fumo, poluição), mas também podem ser a evolução das rugas dinâmicas não tratadas.

Leia também: Creme para rugas anvisa

“O botox não é capaz de conferir volume e não é utilizado para preencher os lábios”, explica a médica gaúcha Gianna Zaffari Frey. (Foto: Reprodução)
Tratamentos.

Esses diferentes tipos de rugas requerem tipos de tratamento distintos, que também podem ser combinados.

O botox atua relaxando os músculos onde é aplicado e, portanto, é indicado para o tratamento das rugas dinâmicas. A substância ativa do botox é a toxina botulínica, que quando aplicada na musculatura que causa as linhas de expressão, proporciona um relaxamento atenuando ou até removendo as rugas dessa região. “O botox não é capaz de conferir volume e não é utilizado para preencher os lábios”, explica Gianna.

O preenchimento é indicado para o tratamento de rugas mais profundas, aquelas visíveis mesmo com o rosto em repouso. Pode ser utilizada para preenchimento de sulcos, vincos, aumento de lábios e preencher áreas com perda de volume.

Leia também: Skin renov funciona

“O produto mais utilizado e mais seguro para o preenchimento facial é o ácido hialurônico, pois trata-se de uma substância produzida naturalmente pelo organismo humano, portanto, com baixíssimos riscos de alergia e efeitos colaterais, totalmente absorvível. É uma substância moldável, maleável e de fácil aplicação, que oferece resultados muito naturais”, declara a médica.

Cuidados.

Apesar de serem técnicas consagradas e de baixo risco, Gianna ressalta que isso não significa que os riscos sejam nulos. “Devemos estar sempre alerta na escolha de um profissional médico habilitado para realizar esses procedimentos. Afinal, o barato pode sair caro”, afirma.

Tipos de colágeno. Você conhece todos e sabe como usar?

Tipos de colágeno. Você conhece todos e sabe como usar?

Milhares de substâncias e compostos agem no nosso metabolismo para que tudo funcione de maneira equilibrada e correta. Você conhece, por exemplo, os tipos de colágeno e os benefícios de cada um deles?

Dependendo do tipo, essa substância pode ser produzida naturalmente pelo nosso corpo ou adquirida por meio da alimentação, desempenhando funções e propriedades distintas no organismo.

Neste post, você vai aprender sobre a diversidade e a importância do colágeno para o bom funcionamento da complexa maquinaria que é o nosso corpo. Acompanhe!

Conhecendo a substância
O colágeno é uma proteína, ou seja, uma associação formada por cadeias polipeptídicas de aminoácidos. É classificado como proteína fibrilar e de função majoritariamente estrutural, possuindo uma disposição tridimensional em hélice que lhe atribui propriedades únicas.

A substância se caracteriza por conferir elasticidade, resistência e suporte. É encontrada na pele, nos fios de cabelo, nas articulações, nas cartilagens e nos músculos, além de estar presente no tecido conjuntivo de todos os animais.

Estima-se que cerca de 25% da proteína total do nosso organismo seja colágeno — sendo que, como já mencionamos, pode ser sintetizado naturalmente ou por meio da alimentação.

Leia também: o que é Colágeno tipo 3 e 1

Importância do colágeno para o organismo
Essa proteína pode atuar de formas distintas no nosso metabolismo. A seguir, confira alguns benefícios:

confere elasticidade e vitalidade à pele, deixando-a com uma aparência mais jovial e evitando o aparecimento de rugas, estrias e celulites;
atua na reposição de aminoácidos nas articulações e cartilagens, sendo ativo na prevenção de doenças como osteoporose, osteoartrite e artrite reumatoide;
sua função estrutural permite uma maior desenvoltura dos movimentos musculares;
atribui resistência ao cabelo e às unhas.
Tipos de colágeno e suas características
O colágeno é uma substância versátil que pode se apresentar de maneiras distintas antes de ser absorvido. Cada tipo possui propriedades únicas e traz benefícios singulares ao organismo:

Leia também: Skin renov bula

Colágeno Tipo I
É o mais abundante encontrado no nosso corpo, fazendo parte da constituição da pele, dos tendões, das cartilagens e dos ossos. Possui peptídeos bioativos e está voltado a funções nutricionais, servindo para repor aminoácidos aos tecidos envolvidos.

Além disso, esse tipo de colágeno tem capacidade de formar fibras e feixes voltados para a estruturação de simples fios de cabelos ou mesmo de órgãos inteiros. Pode ser encontrado em diversos alimentos da nossa dieta, como carne, ovos, soja e feijão.

Colágeno Tipo II
Presente somente na cartilagem, o colágeno tipo II está ativo através de sua molécula íntegra e disposta tridimensionalmente. Sua disposição estrutural permite a expressão de propriedades anti-inflamatórias e favorece a reposição das células cartilaginosas.

O tipo II é sintetizado naturalmente através dos condrócitos — células do tecido cartilaginoso. Sua reposição é recomendada a atletas em recuperação de lesões ou para pessoas com problemas nas articulações.

Leia também: o que é Colágeno tipo 3 e 1

Colágeno Desnaturado
Sendo uma proteína, o colágeno está sujeito ao processo de desnaturação — quando uma proteína perde suas propriedades por ter sua estrutura tridimensional afetada.

Esse processo pode ocorrer quimicamente e, embora tire a característica anti-inflamatória da molécula, permite que o corpo absorva o colágeno desnaturado como reposição rápida de aminoácidos. A gelatina é um exemplo de colágeno desnaturado.

Colágeno Hidrolisado
Obtido através de um processo químico chamado de hidrólise, responsável por quebrar a molécula em partículas menores para facilitar a absorção pelo organismo. Proporciona benefícios como: ossos e músculos fortes, unhas resistentes, articulações lubrificadas e cabelos brilhantes.

O colágeno hidrolisado pode ser ingerido por meio de suplementos alimentares, disponíveis na forma de cápsulas ou pó para mistura.

Peptídeos de Colágeno
São moléculas de colágeno, altamente hidrolisadas, cujas partículas estão no máximo nível de quebra, proporcionando uma absorção rápida e eficaz pelo organismo.

Como mostramos neste artigo, o colágeno tem propriedades extremamente importantes e benéficas para o nosso corpo. Os variados tipos de colágeno demonstram a versatilidade dessa substância e seu potencial de alcance no organismo. Portanto, não deixe de repor essa proteína quando necessário!

E então, gostou do conteúdo? Já conhecia os tipos de colágeno e seus benefícios? Deixe um comentário e interaja conosco!

Colágeno hidrolisado: uma ótima opção para o seu organismo Nutricionista destaca os principais benefícios do produto

Colágeno hidrolisado: uma ótima opção para o seu organismo

Talvez você já tenha visto, especialmente nas prateleiras de lojas de produtos saudáveis, potes de colágeno hidrolisado ou só ouvido falar dele. Mas já parou para pesquisar sobre suas propriedades e sobre os benefícios que pode oferecer ao organismo humano?

A nutricionista Mylena Beccari Casagrandi, especialista em nutrição clínica funcional e em nutrição clínica preventiva, destaca que, para entender o que é o colágeno hidrolisado, é preciso saber primeiro o que é colágeno.

“O colágeno é a proteína mais abundante no nosso organismo (cerca de 25 a 30%). O colágeno tem uma função de sustentação – pois fica localizada entre as células – e é responsável pela resistência da pele. Além disso, é responsável por manter a retenção de água na pele, garantindo a jovialidade”, explica. “Para que o nosso corpo produza colágeno, precisamos de um consumo excelente de vitamina C, além de cobre e manganês. Zinco, magnésio e vitamina B6 também são necessários”, acrescenta a profissional.

Leia também: Skin renov funciona

O melhor colágeno hidrolisado e a pele
A partir dos 25 anos de idade começa a ocorrer uma perda de 1% do colágeno do organismo ao ano, em ambos os sexos, conforme explica a nutricionista. “Mas vale destacar que a quantidade de colágeno na pele dos homens é maior do que nas mulheres – por isso os homens têm menos rugas”, diz.

Mylena acrescenta ainda que, nos cinco primeiros anos da menopausa, 30% do colágeno tipo I e III (que são os da pele) são perdidos. E, embora não seja possível recuperá-lo completamente, um tratamento com colágeno hidrolisado pode ajudar bastante.

“Quando somos jovens, temos mais colágeno tipo I do que tipo III (por isso, a pele é mais firme). Com o envelhecimento, vamos perdendo colágeno tipo I e aumentando o colágeno tipo III (que já não dá tanta firmeza à pele) e, assim, surgem as rugas”, explica a nutricionista.

Além da perda natural, Mylena lembra que o calor e o sol também estragam o colágeno da pele, deixando-a mais envelhecida.

É dentro deste contexto que muitas pessoas, especialmente as mulheres, têm encontrado no colágeno hidrolisado a melhora– e, em alguns casos, até a solução – de muitos dos seus problemas.

O colágeno hidrolisado
A nutricionista o define como um colágeno “modificado”, que passa por um processo de quebra, através da água, para que a sua estrutura fique menor. “E é justamente o tamanho dessa estrutura que garante a sua absorção e consequente utilização pelo organismo. Ou seja, o colágeno hidrolisado é um colágeno que está pronto para o organismo utilizar onde for necessário – pele, tendões, unhas, cabelos etc.”, explica Mylena Casagrandi.

O processo de quebra de sua estrutura acontece da seguinte maneira: “ossos e pele de animais são homogeneizados, lavados e desmineralizados, formando, assim, o colágeno puro. Esse colágeno puro sofre uma hidrólise (reação química), virando gelatina. Essa gelatina sofre outra hidrólise para virar uma estrutura menor – o colágeno hidrolisado”, explica a profissional.

Benefícios
O colágeno hidrolisado pode oferecer diversos benefícios ao organismo, conforme cita a nutricionista Mylena:

Melhora as cartilagens do organismo;
Melhora osteoartrites;
Ajuda na diminuição de dores articulares;
Auxilia na mobilidade de pessoas com osteoporose;
Melhora a flacidez da pele;
Previne doenças degenerativas;
Previne rugas;
Melhora a hidratação da pele (diminuindo o grau de envelhecimento);
Melhora doenças reumatológicas e articulações.
Indicação
O colágeno hidrolisado é uma boa opção para qualquer pessoa que tenha alguns desses sintomas acima descritos ou que queiram uma melhora da aparência da pele, afirma a nutricionista Mylena.

“A quantidade recomendada para se obter resultados é de 10 gramas de colágeno hidrolisado por dia. E não há restrição de tempo máximo para o consumo, pois o produto é muito seguro”, destaca a profissional.

O colágeno hidrolisado pode ser encontrado na forma líquida, em pó ou cápsula.

Contraindicação
“Como o colágeno é uma proteína de origem animal, a contraindicação existe para pessoas vegetarianas ou que não possam consumir produtos de origem animal, além de pessoas com problema renal (que têm dificuldade na eliminação dos resíduos de proteína do organismo)”, destaca a nutricionista.

“Indivíduos que estejam num controle rigoroso da quantidade de proteína da dieta também devem tomar cuidado com o consumo, ou seja, devem levar em consideração a quantidade extra de proteína vinda do colágeno”, lembra Mylena.

Preço e onde encontrar o colágeno hidrolisado

Alimentos e colágeno hidrolisado são aliados
Quando o objetivo é alcançar um (ou mais) dos resultados conseguidos pelo colágeno hidrolisado, alguns alimentos também podem ajudar. “Brotos de alfafa, feijão ou linhaça contém glicina e prolina (que são os nutrientes que participam da formação de colágeno pelo nosso organismo). Inclua um punhado cheio nas suas saladas diariamente”, sugere a nutricionista. “Além disso, acrescente um copo de colágeno hidrolisado ao seu lanche da tarde. Com certeza você vai notar a diferença. Mas vale lembrar que o efeito não é imediato, é preciso consumi-los por pelo menos quatro a seis meses para notar a diferença”, finaliza Mylena.